Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for the ‘Music’ Category

José Cid Nunca Mais

José Cid é um nome que fica na história da música nacional. Porque não se pode apagar a história. Tal como não se pode negar a peste negra na Europa do século XIV, não se pode negar a presença de José Cid na cultura portuguesa do século XX.

Por isso dou os meus parabéns a todos os sites e blogs que hoje divulgam músicas e vídeos de José Cid, pois estão a prestar um contributo importante às novas gerações, não as deixando esquecer. "É importante lembrar".

Não podemos esquecer o holocausto, não podemos esquecer José Cid. Mais grave do que cometer um erro é repeti-lo. Por isso enquanto nos sobrar um milímetro de responsabilidade vamos repetir aos nossos filhos: "Bom gosto sempre! José Cid Nunca Mais!"

Anúncios

Read Full Post »

Vem Devagar Emigrante
por GRACIANO SAGA

"Imigrante vem devagar por favor,
temos muito tempo para lá chegar
e depois, lá diz o velho ditado:
Mais vale um minuto na vida,
do que a vida num minuto."

Passou-se no mês de Agosto,
este drama tão cruel
de um imigrante infeliz
Foi tanta a pouca sorte,
na estrada encontrou a morte
quando vinha ao seu país
Do trabalho veio a casa,
preparou a sua mala
e partia da Alemanha
Mas seu destino afinal
acabou por ser fatal
numa estrada em Espanha
Dizem aqueles que viram
que ele ia tão apressado
a grande velocidade
Foi o sono que lhe deu
o controlo ele perdeu
desse carro de maldade

Foi o sono que lhe deu
o controlo ele perdeu
desse carro de maldade

Trazia na sua mente
ir ver o seu pai doente
que estava no hospital
Na ideia um só pensar
o seu paizinho beijar
ao chegar a Portugal
Mas tudo foi de repente
partiu de Benavente
o drama aconteceu
Ele vinha tão cansado
de tanto já ter rolado
e então adormeceu
Nada podendo fazer
num camião foi bater
e deu-se o choque frontal
Seu carro se esmagou
e desfeito ele ficou
num acidente mortal

Seu carro se esmagou
e desfeito ele ficou
num acidente mortal

Ele não vinha sozinho
trazia também consigo
sua mulher e filhinho
Sem dar conta de nada
e naquela madrugada
morrem os três no caminho
Quando a notícia chegou
no hospital alguém contou
o desastre que aconteceu
Seu pai que tanto sofria
nunca mais o filho via
fechou os olhos morreu
Imigrantes oiçam bem
não vale a pena correr
porque pode ser fatal
Venham todos devagar
há tempo para cá chegar
e abraçar Portugal

Venham todos devagar
há tempo para cá chegar
e abraçar Portugal

Read Full Post »